Total de visualizações de página

Seguidores

segunda-feira, 11 de julho de 2011

CHAKRAS & GLANDULAS ENDOCRINAS ultima parte.

Chakra Esplênico

No corpo denso está sediado o baço, regulando a  distribuição e circulação dos recursos vitais...determinando todas as atividades em que se exprime o sistema hemático, dentro das variações de meio e volume sangüíneo.”
0 baço é a porta de entrada das forças solares que vitalizam o corpo denso. Sem esse elixir da vida nenhum ser pode viver.
 “Sua função é especializar, subdividir e difundir a vitalidade do sol. Tem seis raios  de cores diversificadas.” Leadebeter

Também é um centro com características especiais, pois ele absorve o prana e o distribui aos demais chakras, decodificando a energia nas respectivas cores que lhes são peculiares, como um prisma. Desse modo ele permeia cada parte do corpo físico, energizando cada uma das células.
É também através deste chakra que se estabelecem ligações com espíritos inferiores que daí sugam energias.
Quando um chakra está funcionando de maneira anormal, em virtude de atitudes impróprias, os órgãos que recebem fluxo vital desse chakra são afetados. Mas neste caso, por ser um distribuidor central da energia prânica, os demais chakras também ficam comprometidos pela carência de energias, gerando um desgaste generalizado. Como vemos em casos de subjugação.

                       O Baço
O baço é a maior das glândulas endócrinas. Está situado do lado esquerdo ao lado da grande curvatura do estômago, entre este e o diafragma. Tem o formato de uma fava de cor vermelho-azulado escuro. Têm 180 a 200 grs. de peso, uns 13 cm de comprimento. A secreção do baço é chamada hemolisina. O baço fabrica os corpúsculos brancos do sangue, armazena o ferro e tem grande influência no sistema nervoso (controla a absorção do açúcar que percorre os nervos), auxilia a digestão. Sua remoção não é fatal.  Quando a alimentação é pesada ou excessiva, o fluxo do fluido vital diminui, então a limpeza do veículo denso não é feita tão apropriadamente.

Na medicina chinesa o baço-pancreas constituem um sistema operante único, e está associado à preocupação e a obsessão mental. No estudo dos chakras, o pâncreas não é mencionado, mas para não deixar de citá-lo: Os hormônios da glândula do pâncreas são o Glucagon que aumenta a concentração de glicose no sangue, e a Insulina que reduz a concentração de glicose no sangue.

Chakra Básico ou Raiz

O  chakra raiz representa o elemento terra,.relacionando-se aos aspectos mais densos da materialidade humana. É a sede da Kundalini.
Como diz o nome, raiz, reflete o grau em que nos sentimos ligados a terra, ou seja, é a nossa base, sem base não sustentamos de pé. O pé no chão, também, representa nosso contato com a realidade e a reflete a capacidade de atuar no plano físico cotidianamente. Tem relação com a potência física, vitalidade, energia e vontade de viver, quando chakra está bloqueado o indivíduo mostra baixa energia.
Ann Brenan: “A afirmação de potência física combinada com a vontade de viver, dá ao indivíduo uma ‘presença’ de força e vitalidade.
.se o indivíduo se acha bem fundamentado na realidade ...a vitalidade emana dele em forma de energia vital.... Possui forte vontade de viver.”

“Quando o chakra se fecha ou obstrui... a pessoa não produz uma impressão vigorosa.”
Os órgãos relativos ao chakra básico são: as gônadas, os órgãos reprodutores e a bexiga. Estando ainda relacionada aos processos de liberação dos resíduos tóxicos através dos orifícios de excreção: reto, ânus e  uretra.

Assim podemos observar um processo de contigüidade entre as funções fisiológicas do chakra do plexo solar, o esplenico e o básico; o primeiro se relaciona à absorção, dos alimentos, o segundo a digestão e o último cuida da eliminação, precisando, desse modo, operar em harmonia para o equilíbrio do organismo.
Possui quatro raios, cor vermelho e/ou alaranjado, podendo ainda encontrar o rosa que é uma boa cor para esse chakra indicando que o sexo é permeado pelos sentimentos de amor.  Assim sendo, guarda relação com o centro cardíaco, pois é o amor que luariza o sexo, para que este não seja atormentado, como a sede da água do mar que não sacia nem satisfaz e precipita o sujeito numa busca sem fim, frustrada e que cansa, pois ele não encontra realização, e sim vazio.
O desequilíbrio do chakra pode afetar qualquer desses órgãos bem como estar relacionados a todos os desvios de conduta sexual e disfunções da sexualidade: carência ou excesso de libido, a frigidez, impotência, ejaculação precoce, etc.


Kundalini
Gopi Krishna entende o despertar da kundalini como um impulso evolucionário do homem, uma energia bioquímica de natureza volátil que pode ser transformada em energia psíquica de alta potência, um fenômeno inteiramente biológico. Para ele trata-se de um mecanismo psicossomático que visa a natural progressão do cérebro.

“Inicia-se espantosa atividade em todo o sistema nervoso, do alto da cabeça até os pés. (...) funcionando em alta velocidade e estimulando todos os órgãos vitais.”

O processo metabólico se torna acelerado, com modificação das funções digestivas e excretoras, há intensificação da atividade mental que se dá com maior eficiência.

No entanto é extremamente perigoso tentar despertar a kundalini, pode levar a loucura e a morte. Como o cérebro passa a funcionar de outra maneira, ativando funções antes adormecidas, precisa de mais energia, que é exigida do corpo, mas este se encontra despreparado para fornecer essa energia a mais, donde surgem os desequilíbrios.

Ocorre intensa atividade cerebral e acentuada pressão sexual que o leva a oscilar de um extremo ao outro entre expressiva produção intelectual e a vida leviana e desregrada. O aparente paradoxo que podemos observar em alguns vultos da expressão humana como Mozart, e outros expoentes, pode ser explicado pelo despertar da kundalini.

Segundo o autor, se este fenômeno está por traz do gênio, também se encontra nos gênios do mal que atormentam a sociedade. Tiranos e ditadores foram produtos da kundalini tanto quanto os iluminados. Donde conclui-se que a investigação das afecções mentais como conseqüências do despertar da Kundalini é de suma importância para as áreas de saúde.
Os não iluminados são egocêntricos, dominadores, ostentosos e ávidos por seguidores e suas adulações. Os verdadeiros iluminados são humildes e simples, indiferentes à grandeza e fama mundana.
Diz Gopi Krishna é preferível uma mente normal sadia, do que uma mente paranormal enferma.
Ele despertou a kundalini sem querer, repentinamente, após 17 anos de meditação 3 vezes ao dia. Donde verificamos que não é fácil despertar a kundalini. É um processo que requer imensa dedicação e perseverança.
Sempre que o despertar é brusco traz problemas, pois o organismo não está suficientemente desenvolvido e passa a ser exigido além dos seus limites habituais. Dessa forma ele sofreu por outros 20 anos com grave doença e fortes dores, até normalizar o processo.

Gopi Krishna considera a kundalini um atributo evolutivo natural à condição humana verificável na história das civilizações pelo seu descontrole em face do seu desconhecimento, gerando distúrbios sociais que culminaram com a decadência de alguns povos da antigüidade.

Nenhuma civilização do passado chegou a se aperceber da sua queda. Temos o veredicto da história. Do auge da prosperidade abundância e luxo, surge uma descendência degenerada, Júlia, a filha de Augusto, Calígula, Cláudio, Agripina, Nero, etc. A maldição aguarda a ambição desenfreada por poder e riqueza desmedida.

A fome erótica insaciável, a ânsia sem limites pela fama e pelo poder, a ambição imoderada são a marca de um caráter doente. Nenhuma escritura louva tais características. A satisfação das necessidades básicas, a perseguição do prazer e do luxo, não são o alvo da vida humana. O que almeja o homem mediano é a paz, a realização afetiva, o respeito dos seus, a saúde, e a vida longa.

A diminuição da vitalidade moral de um povo é o primeiro sinal de degeneração. Seus sintomas são: a dissolução da família, depravação sexual, ambição desenfreada, depreciação dos valores, decadência da religião, tendências degenerativas na cultura e nos costumes, sombrio processo de deterioração interna, violação das leis evolucionárias, distorção do intelecto, atitude descompromissada da ciência em relação à religião, total negligência às leis espirituais retratam um padrão errôneo de pensamento, fruto de mentes doentias.

Hoje também, apesar de tanto progresso, estamos a beira do colapso. Contamos multidões de homens inteligentes e muitíssimo eficientes em que falta o desenvolvimento moral que compense o ego exacerbado. Podemos verificar esse fato observando o número de anormais ocupando os mais altos cargos do poder.

Quanto mais máquinas, luxo, passividade, ociosidade e indulgência, e menos esforço físico e mental, uma vida insalubre, a raça do futuro será monstruosa. Toxinas invadirão o cérebro gerando descendências degeneradas como nas dinastias decadentes do passado.

Sua descrição do fenômeno

Vejo tudo banhado em luz, um fulgor prateado, dia e noite, no exterior ou dentro da mente, que tornam-se uma só coisa, pensamentos, cálculos, pesquisas tudo se dá nesta luz, passamos a viver em luz. Há uma circulação de energia, com efeitos relâmpago, raios para lá e para cá. Não é uma visão da luz, nem dentro nem fora, é uma invasão de luz líquida por todo o organismo até o cérebro. Acompanhada de um rugido, semelhante a um trovão ou cachoeira, uma torrente de luz líquida penetrando o cérebro vindo através da medula espinhal desde a sua base. Sensação tão agradável que empalidece o orgasmo sexual. É um incentivo ao esforço da auto-transcendência.

 Estabelece-se uma conexão indivíduo-consciência universal, é um mergulho no cosmo, uma interpenetração aonde os dois mundos passam a ser um só, sem diferenciação.

Ocorre a saída do veículo físico, sem qualquer apêndice, livre das amarras que prendem a matéria, perdendo o contato com o próprio corpo e adjacências, a percepção é desligada das coisas pequenas para que possa emergir uma percepção oceânica. Há uma expansão da consciência e da percepção. O intelecto funciona com mais clareza.

Casos aonde um talento extraordinário, poder miraculoso ou dons psíquicos se acham presentes com certeza há um despertar da kundalini em maior ou menor grau.

A kundalini desperta poderes psíquicos ou paranormais, como escrever em outros idiomas, no seu caso foram seis línguas, incluindo o persa, alemão e outras que ele ignorava totalmente, as poesias vinham em jorro, vidências, revelações, inspiração e estados transcendentais, próprios dos gênios e profetas.

Tem efeito estimulante e estabilizador. Experimenta-se um estado de felicidade difícil de descrever, como um paraíso interior.

Metodologia
Se queres desenvolver a kundalini faz esse exame crítico: até que ponto seu ser se ajusta aos padrões estipulados nas escrituras?
A vitalidade moral intensificada e um maior grau de autocontrole são condição si ne qua non para uma consciência ou percepção beatífica arrebatadoramente mística.
Se é humilde, honesto, caridoso, compassivo, terá sucesso. Não precisa de sinais exteriores, a pessoa sabe que venceu.
Não há processos mágicos, segredos, gurus escondidos o processo foi dado a você pelos iluminados de todos os tempos em todas as regiões da Terra: Cristo, Buda, Maomé, todos os místicos. Essa é a prova de fogo: ater-se à tradição. Só existe um caminho. O caminho é o mesmo. O homem tem que evolver.
O objetivo da humanidade segundo a religião é o auto-aperfeiçoamento. A pratica de qualquer religião tem o fito de causar essa evolução promovendo a atividade acelerada do sistema cerebrospinal que resultará no despertar da gradual da kundalini. O processo pode ser acelerado por certos exercícios psicossomáticos de modo que o resultado seja alcançado em apenas uma vida. Como a prática de mantras, mudras e pranayama peculiares a raja ioga servem para treinar e intensificar a concentração mental. A prece também. A finalidade da concentração é estimular o reservatório adormecido de energia psíquica afim de alimentar o cérebro.
A meditação exige esforço voluntário, estado de alerta, evitando sonolência e impedindo a mente que siga outras correntes de pensamento ou fantasia, quantas vezes o pensamento fugir, o meditante o trará de volta para um ponto ou idéia fixa.
As escrituras reveladas chamam a atenção para a necessidade imperiosa de características mentais nobres, normas de conduta e autodisciplina.
Melhorar-se como pessoa, orar e meditar sinceramente, não por imposição ou obrigação, mas de coração aberto, para não anular os efeitos abrigando dúvidas.

Existem duas formas de desenvolver a kundalini, uma é lenta e imperceptível resultante da meditação e outras práticas moderadas da raja ioga; outra é súbita através dos métodos vigorosos da  hata ioga, considerada perigosa, justamente por essa razão: o  funcionamento cerebral salta para uma nova e atordoante atividade para a qual não está preparado causando caos mental e orgânico, com riscos para a saúde e a vida.

Observamos no candidato ao despertar, autodomínio, maior valorização de princípios morais, maior consideração pela verdade, maior grau de empatia, crescente amor pelos semelhantes, a legitima experiência mística derruba as muralhas que nos afastam dos semelhantes, perseverança e altruísmo, ausência de inveja e malícia, sobriedade no pensar, serenidade no comportamento, ânsia de aproximação a Deus, desejo de unir-se a causa nobre e espiritual, prática da oração e da meditação, a necessidade de introspecção e solitude, a diminuição dos desejos, ambições, orgulho e ego, e a conquista da confiança e respeito em si mesmo; que o torna seguro, independente em opinião e julgamento e dificilmente influenciável. Porém, é sempre nobre, compassivo e sagaz.
Cada passo do despertar da kundalini deve ser acompanhado de um passo nesta modificação moral, do pensamento e da conduta.

Nenhum comentário: